Canyoning Ribeira das Quelhas

Canyoning Rio Teixeira
Canyoning Ribeira da Pena

Canyoning Ribeira da Pena

Coentral, Castanheira de Pêra


Descrição

Actividade que implica a descida a pé da Ribeira das Quelhas (Castanheira de Pêra), com recurso a saltos para a água, tobogãs, destrepes e descidas em rapel. Esta ribeira percorre um vale encaixado e abrupto, cujo leito, margens e encostas são formados por impressionantes fragas que tornam este local quase inacessível. No início do canyoning percorre-se os Passadiços das Quelhas, uma nova e espectacular infra-estrutura. No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meias de neoprene, equipamento de proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques. Este canyoning realiza-se numa ribeira básica, com um troço curto e adequado para iniciação na actividade. Tem 6 rapéis diferentes com cerca de 14 a 20 metros, podendo alguns ser opcionais. Tem também alguns pequenos saltos para a água e, em certos locais, é necessário realizar pequenos destrepes. Épocas recomendadas: primavera, verão e outono (Abril a Outubro), embora no verão a ribeira tenha muito pouca água.


Duração: 5/6h

Carregue nas fotografias para ver melhor!

Actividade que implica a descida a pé da Ribeira das Quelhas (Castanheira de Pêra), com recurso a saltos para a água,
tobogãs, destrepes e descidas em rapel. Esta ribeira percorre um vale encaixado e abrupto, cujo leito, margens e
encostas são formados por impressionantes fragas que tornam este local quase inacessível. No início do canyoning
percorre-se os Passadiços das Quelhas, uma nova e espectacular infra-estrutura.
No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meias de neoprene, equipamento de
proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques.
Este canyoning realiza-se numa ribeira básica, com um troço curto e adequado para iniciação na actividade. Tem 6
rapéis diferentes com cerca de 14 a 20 metros, podendo alguns ser opcionais. Tem também alguns pequenos saltos para
a água e, em certos locais, é necessário realizar pequenos destrepes. Épocas recomendadas: primavera, verão e outono
(Abril a Outubro), embora no verão a ribeira tenha muito pouca água.