A Trans Serrano leva-o onde mais ninguém o leva!

logo Trans Serranologo Trans Serrano

Trans Serrano

Formação e Serviços na Natureza, Lda

Canyoning

Ribª Pena (Góis) – todo o ano

Actividade que implica a descida a pé da Ribeira da Pena (Góis), com recurso a saltos para a água, tobogãs, destrepes, descidas em rapel e travessias por dentro de água. Esta ribeira percorre um vale encaixado e abrupto, cujo leito, margens e encostas são formados por impressionantes fragas que tornam este local quase inacessível. Por esta razão, este vale ainda serve de refúgio a plantas e animais exclusivos e raros. Esta é a ribeira mais espetacular da Região Centro, onde se conjugam o cenário inóspito e selvagem (formado por inúmeras cascatas, lagoas e rochedos imponentes) com a vegetação exuberante e a vida selvagem peculiar, valendo a pena o esforço despendido na realização desta atividade.

No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meia de neoprene, equipamento de proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques.

Este canyoning tem um rapel inicial de 35 metros para entrada na ribeira (opcional – a organização decide a sua realização consoante o grupo e as condições climáticas). Tem cerca de uma dezena de saltos facultativos de várias alturas. Toda a progressão é efetuada pelo curso da ribeira (fora ou dentro de água), em que se utiliza o recurso a destrepes e saltos de pedra em pedra. No final é necessário realizar uma caminhada de cerca de 30 minutos para chegar à aldeia de Ribeira Cimeira. Épocas recomendadas: primavera, verão e outono (Abril a Outubro).

Ponto de encontro: 9h30 na rotunda da Portela (cruzamento das estradas EN 2 e EN 342) em Góis.
Duração: 5h.
Preço: 35€/pax. Inclui equipamento pessoal (fato completo de neoprene, capacete, arnês, etc.), seguros e enquadramento por monitores experientes.
Mínimo: 6. Máximo: 20 participantes

Mais informação

Ribª Quelhas (Castanheira de Pêra) – Primavera e Outono

Actividade que implica a descida a pé da Ribeira das Quelhas (Castanheira de Pêra), com recurso a saltos para a água, tobogãs, destrepes, descidas em rapel e travessias por dentro de água. Esta ribeira percorre um vale encaixado e abrupto, cujo leito, margens e encostas são formados por impressionantes fragas que tornam este local quase inacessível. Por esta razão, este vale ainda serve de refúgio a plantas e animais exclusivos e raros. Nesta ribeira conjugam-se o cenário inóspito e selvagem (formado por inúmeras cascatas, lagoas e rochedos imponentes) com a vegetação exuberante e a vida selvagem peculiar, valendo a pena o esforço despendido na realização desta atividade.

No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meia de neoprene, equipamento de proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques.

Este canyoning realiza-se numa ribeira básica, com um troço curto e adequado para iniciação na actividade. Tem 6 rapéis diferentes com cerca de 14 a 20 metros, podendo alguns ser opcionais. Tem também alguns pequenos saltos para a água e, em certos locais, é necessário realizar pequenos destrepes. Épocas recomendadas: primavera, verão e outono (Abril a Outubro), embora no verão a ribeira tenha muito pouca água.

 

Duração: 5/6h.
Local de encontro: 9h30 no café Neveiros no Coentral (Castanheira de Pêra).
Preço: 40€/pax. Inclui equipamento pessoal (fato completo de neoprene, capacete, arnês, etc.), seguros e enquadramento por monitores experientes.
Mínimo: 6. Máximo: 20 participantes

Mais informação

Rio Teixeira – Serra da Freita (Abr-Out)

Actividade que implica a descida a pé do rio Teixeira (Oliveira de Frades), com recurso a saltos para a água, tobogãs, destrepes, descidas em rapel e travessias por dentro de água. Este canyoning é um dos mais comerciais do país. A envolvente é caracterizada por escarpas rochosas e o rio tem poços espectaculares. Por vezes no leito, parece que o rio desaparece, pois corre por debaixo das pedras, mas logo surge um poço ou uma cascata. O rio Teixeira inicia-se com uma caminhada junto a uma conduta de água até ao início do canyoning, onde tem 2 ressaltos seguidos onde se faz rapel com 25 e 35 metros, respectivamente. Mais à frente tem uma piscina ampla e profunda com ressalto de 4 metros, que se pode transpor com um tobogã ou saltos com diversas alturas. O rio depois entra numa zona mais estreita com bancadas de xisto, onde surge o último ressalto que pode ser transposto com um salto ou rapel com 15 m para uma piscina comprida e sem pé.

No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meia de neoprene, equipamento de proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques.

No final é necessário realizar uma caminhada de cerca de 5 minutos para chegar aos carros. Épocas recomendadas: primavera e verão (Maio a Setembro).

 

Ponto de encontro: 9h - no café Sanjoanense, no largo das Carvalhinhas em S. João da Serra (Oliveira de Frades).
Duração: 4/5h.
Preço: 45€/pax. Inclui equipamento pessoal (fato completo de neoprene, capacete, arnês, etc.), seguros e enquadramento por monitores experientes.
Mínimo: 6. Máximo: 20 participantes

Mais informação

CANYONING – Rio de Frades – Serra da Arada (Arouca)

Actividade que implica a descida a pé do Rio de Frades (Arouca), com recurso a saltos para a água, destrepes, descidas em rapel e travessias por dentro de água. Este canyoning está localizado na Serra da Freita, junto às antigas minas de volfrâmio de Rio de Frades, na povoação homónima. A envolvente deste canyoning sofreu um forte incêndio há uns anos, pelo que é caracterizado por xistos nus que conferem à paisagem uma rudeza encantadora. É um rio que tem uma forte inclinação, pois nasce aos 1097m e, com uma bacia de 14km2, desagua no Paivô aos 240m de altitude.

 

É um canyoning muito interessante e com algum nível técnico. Tem início na ponte do carreiro que liga Rio de Frades a Cabreiros (450m) e finaliza no acesso ao túnel das minas de Rio de Frades (370m ou 320m). Tem poços bastantes amplos e profundos, permitindo saltos de várias alturas. Inicia-se com um ressalto de 10 metros que pode ser transposto por rapel ou salto de diversas alturas. Como permite o destrepe, é possível subir várias vezes. À saída deste ressalto, surge outro (possível de contornar) com 6 metros que tem de ser ultrapassado com rapel. Durante o percurso existem vários destrepes e saltos de menor dimensão até chegar aos últimos poços: são 2 poços seguidos com ressaltos de 12 e 10 metros respetivamente, que podem ser ultrapassados por recurso a rapel simples, rapel guiado, salto ou destrepe parcial com salto. O final do percurso é bastante acessível com caminhada pela margem e travessia do túnel das minas de Rio Frades.

 

No canyoning é fornecido pela organização o seguinte material: fato de neoprene, meia de neoprene, equipamento de proteção individual (capacete, arnês, descensor), mochilas próprias, sacos e bidons estanques.

 

No final é necessário realizar uma caminhada de cerca de 5 minutos para chegar aos carros. Épocas recomendadas: primavera e verão (Maio a Setembro).

 

 

 

Local de encontro: 9h30 na Casa dos Doces Conventuais, na Av. 25 de Abril, nº 20 Arouca.
Preço: €50 por pessoa. Equipamento pessoal incluído: fato completo de neoprene e equipamento de protecção individual (capacete, arnês, descensor), seguros e enquadramento por monitores experientes e qualificados. Possibilidade de preço de grupo. Mínimo: 6. Máximo: 20 participantes.

Mais informação

 

 

Trans Serrano, Lda

| RNAAT_24 | RNAVT_3925 | Website Design: Alva Design. Powered by WordPress.